Make your own free website on Tripod.com
              

Banco do Povo de Cidade Ocidental

Geração de Emprego, Renda e Desenvolvimento Social.

Formação do Preço de Venda na Indústria

Você já sabe por quanto irá vender os seus produtos?

Para uma decisão acertada quanto ao preço de seus produtos, você tem que considerar vários fatores, sendo os principais os custos que incorrem sobre a fabricação e venda dos produtos e uma análise apurada dos preços praticados pelos seus concorrentes.

Primeiramente, você tem que saber identificar e classificar os custos que sua indústria tem, e olhar que não são poucos, por isso não se esqueça de nenhum. Para auxilia-lo, explicaremos algumas definições, antes de continuarmos nossa conversa.

Custo Variável de Produção (CVP) – são todos aqueles que estão diretamente ligados à produção, variando proporcionalmente à quantidade produzida.

Custos Fixos (CF) – são todos aqueles que independem da produção e venda dos produtos, melhor dizendo, produzindo, vendendo ou não a indústria os têm.

Custos Variáveis de Venda (CVV) – são todos aqueles que incidem sobre o preço de venda dos produtos, variando de acordo com a quantidade vendida, sendo eles representados em percentual.

Um outro componente do preço de venda é à margem de lucro, que toda empresa almeja, pois é dela que virá a remuneração do capital investido.

Para facilitar seu entendimento ordenamos os seguintes passos:

1º Passo: verificar nas notas fiscais de compras de materiais diretos e embalagens os preços, excluindo o ICMS que vem embutido no preço, somar os valores correspondentes (embalagem, seguro e frete). Quanto ao IPI, quando houver a incidência dele na aquisição do material direto e não incidência na venda ele deverá ser somado ao preço de aquisição, caso contrário deverá ser excluído.

Fazer uma planilha – (modelo quadro 1) – e discriminar:

bullet

a) Todos os insumos, bem como embalagens;

bullet

b) A unidade de medida correspondente a cada item;

bullet

c) Quantificar o consumo unitário de cada item;

bullet

d) Colocar custo unitário de cada item já apurado;

bullet

e) Multiplicar a quantidade consumida pelo custo unitário de cada item;

bullet

f) Somar todos os valores encontrados, o que resultará em seu custo variável de produção unitário.

2º Passo: levantar todos os custos fixos que a empresa teve no mês da apuração e dividir pela quantidade total das peças produzidas neste mesmo mês, a resultante é o custo fixo unitário (CFU) que deverá ser somado ao custo variável de produção (CVP).

Obs: existem várias formas de rateio dos custos fixos e essa é uma delas.

3º Passo: levantar todos os custos variáveis de vendas (CVV).

4º Passo: estimar a quantidade de peças a serem produzidas no mês.

5º Passo: verificar a margem de lucro pretendida.

Para que você possa visualizar e compreender melhor, utilizaremos como exemplo uma indústria de confecções de roupas de cama, que fabrica basicamente lençóis de solteiro e de casal. Mas sendo sua empresa de atividade industrial, crie uma planilha semelhante e acompanhe o raciocínio substituindo os dados de acordo com a realidade de sua empresa.

Demonstração dos Levantamentos dos Custos (Exemplo)

Quadro 01 – Custo Variável de Produção Unitário (CVP):

bullet

a) Lençol de solteiro - A;

bullet

b) Lençol de casal - B.

Discriminação

Unidade

Quantidade

Custo Unitário

Custo Total Unitário

Quantidade

Custo Total Unitário

a

b

c

d

e

f

g

 

 

 

A

B

Tecido (Poliéster)

M

1,90

R$ 5,30

R$ 10,07

2,50

R$ 13,25

Linha

M

-

-

R$ 0,07

-

R$ 0,10

Etiqueta

UND

1,00

R$ 0,15

R$ 0,15

1,00

R$ 0,15

Embalagem

UND

1,00

R$ 0,18

R$ 0,18

1,00

R$ 0,18

Total (f)

-

R$ 10,47

-

R$ 13,68

Quadro 02 – Custo Fixo (CF).

Item

Discriminação

Valores (R$)

01

Salários + Encargos Sociais

R$ 940,00

02

Pró-Labore + Encargos Sociais

R$ 1.000,00

03

Honorários Contábeis

R$ 70,00

04

Água e Energia

R$ 40,00

05

Combustíveis e Lubrificantes

R$ 100,00

06

Refeições

R$ 200,00

07

Material de Limpeza / Escritório

R$ 40,00

08

Telefone

R$ 50,00

09

Depreciação

R$ 45,00

10

Aluguel

R$ 500,00

Total ........................................................>

R$ 2.985,00

Quantidade peças / mês: 2000 unidades.

Custo Fixo Unitário (CFU) = _Custo Fixo (CF) Mês_

Quantidade Peças/Mês

__R$ 2.985,00___

Custo Fixo Unitário (CFU) = 2000 Peças / Mês

Portanto: CFU = R$ 1,49

Custo de Produção (CP) = Custo Variável de Produção (CVP) + Custo Fixo Unitário (CFU).

bullet

a) Lençol de solteiro:

        CP = R$ 10,47 + R$ 1,49; CP = R$ 11,96

bullet

b) Lençol de casal:

        CP = R$ 13,68 + R$ 1,49; CP = R$ 15,17

Custos Variáveis de Venda (CVV):

bullet

ICMS = 17,00%;

bullet

PIS = 0,65%;

bullet

COFINS = 2,00%;

bullet

Contribuição Social = 0,96% (microempresas e empresas enquadradas no regime de lucro presumido do imposto de renda);

bullet

Comissão Sobre Vendas = 5,00% (a critério de cada empresa se houver);

bullet

Imposto de Renda = 1,20%.

Obs: microempresas são isentas de PIS e IR.

Total = 26,81% de incidências sobre o preço de venda.

Lucro = lucro desejado por esta empresa: 10%.

Obs: 1- se a sua empresa está enquadrada no SIMPLES utilize o percentual correspondente a sua faixa de enquadramento; 2- os valores utilizados são fictícios, não correspondendo a nenhuma tabela de cálculo específica; 3- quando for calcular os Custos Variáveis de Vendas (CVV) utilize valores vigentes para os mesmos.

Assim já temos todos os dados para a formação do preço de venda desta indústria, e se você está acompanhando, então calcule.

Formula Básica:

PV = Custo de Produção (CVP+CFU).

100% - (% CVV+% Lucro)

bullet

a) Lençol de solteiro:

               PV = ___R$ 11,96___     PV= _ R$ 11,96_

              100% - 36,81%               63,19%

Portanto: PV = R$ 19,00

bullet

b) Lençol de casal:

               PV= _R$ 15, 17_

                 63,19%

Portanto: PV = R$ 24,00

Apuração do Preço de Venda:

bullet

a) Lençol de solteiro:

CVP =

R$ 10,47

(+) CFU =

R$ 1,49

(+) CVV =

26,81% sobre PV (R$19,00 x 26,81%) = R$ 5,09

(+) Lucro =

10% sobre PV (R$ 19,00 + 10%) = R$ 1,90

PV =

R$ 19,00

bullet

b) Lençol de casal:

  CVP =

R$ 13,68

(+) CFU =

R$ 1,49

(+) CVV =

26,81% sobre PV (R$24,00 x 26,81%) = R$ 6,43

(+) Lucro =

10% sobre PV (R$ 24,00 + 10%) = R$ 2,90

PV =

R$ 24,00

Você, que está nos acompanhando, analise os preços praticados pelos seus concorrentes e compare-os com os seus para a tomada de decisão quanto ao preço de venda ideal do produto. Caso eles estejam abaixo dos seus, a melhor política é baixar o lucro, pois mais vale um produto girando que um produto parado no estoque. Feito isto, agora é só vender.

Referências Bibliográficas: Enedina de O. Leite Peçanha - Série Informações Gerenciais – Sebrae/GO e cursos ministrados pelo Banco do Povo/GO.

Diagramação, Texto e Arte: Marcelo Mançano Aro - Coordenador Executivo - Banco do Povo de Cidade Ocidental

seplan.pmco.@ibest.com.br

Prefeitura Municipal de Cidade Ocidental

Sq. 10 Qd. 08 - Área Especial - Setor Adm. - Cidade Ocidental - GO - CEP: 72880-000 

TeL: (0xx61) 625-1322 / Fax: 625-4596

bancodopovoco@ig.com.br

Unidade de Cidade Ocidental

Sq. 12 Qd. 01 Lote 09 Loja C - Centro

Cidade Ocidental - GO - CEP: 72880-000

Tel: (0xx61) 605-2902

bancodopovo@seplan.go.gov.br

Gerência Geral do Programa Banco do Povo

Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira, nº 3 - Centro - Goiânia - GO - CEP: 74003-010

Tel: (0xx62) 209-7887 / 7889 -  Fax: 212-3181

Prefeito Municipal de Cidade Ocidental

Plínio Rodrigues de Araújo

Presidente da Organização Pela Cidadania de

Cidade Ocidental - Banco do Povo

Giselle Cristina de Oliveira Araújo

Gerente Geral do Programa Banco do Povo

Osmar Antônio de Moura

 

Voltar